Todas mamães ficam super ansiosas pelo momento de iniciar alimentação do seu bebê. 👶👶 No primeiro ano de vida, a cada momento há uma novidade, e uma delas é a introdução de alimentos na rotina do bebê. 😊😊Não  há dúvidas que o melhor alimento para o bebê até os 6 meses de vida é o leite materno. Já mostramos em outro post as inúmeras vantagens do aleitamento materno. Quando em aleitamento materno exclusivo, a introdução de outros alimentos deverá acontecer aos 6 meses de idade. Em alguns casos, por exemplo quando a mamãe vai voltar ao trabalho, poderemos iniciar a alimentação antes dos 6 meses.

Recentemente vem se tornando popular o método BLW (do inglês baby-led weaning), que consiste em deixar os alimentos cortados ao alcance da criança, que se serve da maneira que quiser. No entanto, a maioria dos pediatras  ainda segue o método tradicional de introdução dos alimentos para o bebê e é para este método que vão minhas dicas! 😉

Nesta fase muitas dúvidas aparecem e os passos a seguir poderão ajudar muito e serão muito importantes para o desenvolvimento e adaptação do bebê:

1- Variedade: após a introdução dos novos alimentos é muito importante ofertarmos variedades de sabores e nutrientes para o bebê. O bebê deverá conhecer diferentes sabores para que tenha um desenvolvimento adequado do paladar. Além disso, cada tipo de alimento tem um tipo predominante de nutriente ou vitamina. Assim, devemos sempre variar!

2- Consistência: pelo método tradicional os alimentos devem ser inicialmente oferecidos amassados, na forma de papinha. A consistência deverá ir aumentando gradualmente até que, por volta de 1 ano, a criança esteja comendo uma “comidinha” bem próxima da refeição dos pais

3- Estipule horários: a criança desde pequena deve ter horários para se alimentar e para dormir. Isso faz com que ela aceite melhor os alimentos, cresça de forma adequada e tenha um sono mais tranquilo

4- Muito importante nesta fase é não substituir. Se o bebê não aceitar a papinha, não substitua por leite ou por qualquer outra coisa. Muitas vezes mamar é mais fácil e mais prazeroso para o bebê, mas ele deverá aprender que a hora da refeição não é hora de mamar.

5- A papinha do bebê pode ter temperos naturais em pequena quantidade para já adaptar o paladar da criança ao sabor da comida da família. Pequena quantidade de sal pode ser usada, mas lembre-se que sal e açúcar devem ser evitados ao máximo até os 2 anos de idade

6- Não utilize industrializados: embutidos, enlatados, bolachas recheadas, refrigerantes, sucos artificiais, doces, devem passar longe da criança menor de 2 aninhos

7- Ensine a criança desde pequena a sentar-se à mesa nas horas das refeições. Não acostume o bebê a ser alimentado enquanto brinca ou anda pela casa.

8- Na hora das refeições celulares, tablets e televisores devem ser desligados! A criança tem que aprender a comer independente destes estímulos. Lembre-se que o exemplo vem da família: é importante que a família toda se desligue da tecnologia durante as refeições

A introdução de novos alimentos ao bebê pode ser uma fase difícil para a família, pois junto com as novidades muitas dúvidas poderão surgir. Cada pediatra, junto com a família, irá encontrar a melhor maneira de começar a alimentação do bebê. Seguindo as dicas acima essa nova adaptação poderá ser mais tranquila. E não se esqueça: com certeza o melhor tempero para a comidinha do seu bebê é o seu amor.💕💕