Com a chegada do outono 🍃🍂🌿 muitas doenças ficam mais frequentes, principalmente as infecções virais como gripes, resfriados e a bronquiolite. A bronquiolite é uma infecção que costuma acometer crianças menores de 2 anos de idade. É causada por vírus, sendo o principal causador o Vírus Sincicial Respiratório. Outros vírus como os que causam gripes e resfriados também podem causar bronquiolite.

Na bronquiolite o vírus causa inflamação dos bronquíolos (parte final dos brônquios), causando obstrução à passagem do ar, causando chiado, tosse e dificuldade para respirar. Os mesmos vírus no adulto ou na criança maior, diferente do que acontece no bebê, podem causar apenas sintomas gripais.

Assim, na bronquiolite a criança pode apresentar:

👉Tosse

👉Chiado no peito

👉Coriza

👉Pode ou não haver febre. Quando presente, a febre pode durar até 72 horas

👉Falta de apetite e dificuldade para mamar

👉Dificuldade para respirar

👉Baixa oxigenação do sangue

A bronquiolite apresenta um curso de 7 a 10 dias, mas é por volta do quinto dia de evolução que pode haver alguma piora dos sintomas. Você deverá ficar atento e procurar atendimento médico se o bebê apresentar:

🚩Dificuldade para respirar: respiração acelerada ou  se estiver respirando com dificuldade

🚩Palidez da pele, pele arroxeada ou boca arroxeada

🚩Crises de tosse seguidas de arroxeamento dos lábios

🚩Febre persistente por mais de 72 horas

Nos casos leves, em que a criança não apresenta os sinais acima, o tratamento poderá ser feito em casa. O tratamento consiste em manter uma boa hidratação, controle da febre, higienização nasal com soro fisiológico e inalações. As inalações deverão ser orientadas pelo pediatra. Se o bebê mamar no peito, mantenha a amamentação.

Nos casos em que os sinais de alarme acima estiverem presentes, a internação hospitalar poderá ser necessária, para que seja ofertado oxigênio para o bebê. O pediatra saberá te dizer se este é o caso do seu bebê. 😉

A transmissão da bronquiolite ocorre por gotículas respiratórias, através do contato com secreções respiratórias ou superfícies contaminadas. Desta forma a prevenção se faz por:

✅Lavagem adequada e frequente das mãos- veja mais aqui. Ensine também a criança desde pequena!

✅Evitar locais fechados e com aglomerados de pessoas

✅Evitar contato do bebê com pessoas (adultos e crianças) doentes

✅Ao tossir e espirrar coloque o braço ou um lenço de papel na frente da boa e nariz. Ensine seu filho desde pequeno este hábito

✅Mamães que estiverem amamentando e estiverem com sintomas gripais: coloque máscara para amamentar para minimizar o contato do bebê com o vírus. Lave bem as mãos antes de pegar o bebê

✅Amamente seu bebê: com isso você passa anticorpos para protegê-lo de diversas infecções, inclusive da bronquiolite!

✅Se seu filho estiver doente não o leve na escolinha- isso ajudará sua recuperação e evitará que outras crianças fiquem doentes. Entenda os motivos aqui.

✅Mantenha a alimentação do seu bebê adequada e equilibrada para a idade. Alimentação saudável e boa rotina de sono são essenciais para a saúde do bebê

✅Vacina contra os vírus da gripe pode ser administrada em crianças com mais de 6 meses de idade

👉Bebês prematuros de até 1 ano de idade, cardiopatas de até 2 anos e aqueles que tem doença pulmonar crônica da prematuridade devem receber palivizumabe, antes da época mais comum da bronquiolite, para prevenção da infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório. Leia mais aqui.

Fique atento aso sintomas e aos sinais de gravidade e converse com seu pediatra!