As inovações tecnológicas vem transformando o acesso a informações e a comunicação. Tablets, celulares e computadores com acesso a internet estão cada vez mais acessíveis para toda a população, incluindo as crianças e os adolescentes.

A busca por novas informações tornou-se imediata, a um clique no celular ou no computador. 💻📱 As crianças e adolescentes  crescem nessa nova era digital e 🌐🌐  iniciam uso de celulares, tablets, computadores, vídeo-games e internet cada vez mais cedo.

O acesso a estes dispositivos garante ao jovem acesso fácil e rápido a muitas informações e conhecimentos que lhe serão úteis na escola e em sua formação pessoal. Muitos conhecimentos que antigamente eram de difícil acesso, agora estão disponíveis em um acesso rápido à internet de casa ou da escola. Se por um lado isso traz muitos benefícios, por outro pode trazer alguns problemas. Mas como devemos lidar com isso?😵

Temos que pensar com carinho no uso excessivo destes dispositivos. Já é bem discutido entre especialistas os danos à saúde e ao desenvolvimento social e psicológico que o uso excessivo das tecnologias pela criança e pelo adolescente podem causar.

Veja alguns danos que o uso excessivo das tecnologias pode trazer para a criança e para o adolescente:

❌ Dificuldades de socialização: a criança deixa de brincar e se divertir com os amiguinhos. Há um isolamento social progressivo e dificuldade para se conectar com outras pessoas

❌ Dificuldades escolares

❌ Ansiedade

❌ Dificuldades no sono e na alimentação

❌ Sedentarismo e obesidade

❌ Problemas auditivos pelo uso de fones de ouvido

❌ Problemas na visão

❌ Problemas posturais e lesões por esforço repetitivo (como dores na costas, dores nos punhos, nos dedos, nas mãos e etc)

Além disso a criança fica exposta a conteúdos que levam a :

👉 Aumento do consumismo

👉 Vulnerabilidade a sexualidade, pornografia e acesso a redes de pedofilia e exploração sexual

👉 Acesso on line a compra e estímulo ao uso de drogas

👉 Acesso a conteúdos que estimulam a agressividade, inclusive auto-agressão

Assim, a Sociedade Brasileira de Pediatria elaborou algumas recomendações que visam reduzir os danos ao desenvolvimento infantil:

✅ O tempo de uso diário da tecnologia digital deve ser limitado e proporcional a idade

✅ Equilibrar o tempo diário gasto com jogos e tecnologia com o tempo com atividades esportivas, brincadeiras ao ar livre, brincadeiras com outras crianças

✅ Excluir dos momentos de refeições o contato com televisores, tablets, celulares e computadores. Estimule a família inteira a fazer isso: se a criança vir que o pai ou a mãe utilizando o celular durante a refeição, vai achar que isso é natural

✅ Lembre-se que os pais são o primeiro exemplo da criança, então tente também limitar seu tempo trabalhando no computador ou usando celular enquanto estiver em casa com as crianças

Os pais podem também já estar tão engajados na era digital que demoram para ter percepção dos problemas que o uso excessivo de dispositivos tecnológicos podem trazer para a rotina familiar. 😱😱 Precisamos parar para pensar e rever nossas atitudes e estipular melhores regras em casa. 🤓🤓

O fundamental é o bom senso! Cada família pode ter sua regra e sua rotina quanto ao uso de tecnologia, mas é fundamental que sempre tenhamos em mente os riscos e benefícios que este uso pode trazer. Sente com sua família e estipule as regras que forem mais adequadas para vocês!

Vejam dicas de segurança no uso da internet e da tecnologia  pela criança e adolescente em http://calmamaezinha.com.br/dicas-de-seguranca-para-uso-de-celulares-e-computadores/

Compartilhe com outras mãezinhas [sgmb id=1]

Sobre a Autora

anna leticia cestariSou Anna Leticia Cestari, médica pediatra formada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) em 2003. Fiz residência médica em pediatria também na UNICAMP e
em seguida especialização em terapia intensiva pediátrica. Desde então aceitei o desafio de cuidar de crianças saudáveis e doentes. Trabalho nas Unidades de terapia intensiva do Hospital Estadual de Sumaré (UNICAMP) e do Centro Infantil Boldrini. Consultório: Instituto Hera – Av Dr Heitor Penteado, 474. Tel (19) 33424484/33424772

 

Comments

comments