Uma dúvida muito frequente é sobre gestação e viagens de avião. 😅 As gestantes podem sim viajar de avião até determinada idade gestacional, mas as recomendações variam bastante. Vejam as orientações a seguir e as regras de algumas de algumas companhias aéreas e viajem com segurança!

Orientações importantes:

✅ Separe toda a documentação requerida pela empresa aérea, e lembre-se de levar todos seus documentos, cartão de pré-natal, carteirinha do convênio e seguro viagem (se houver);

✅ Sempre oriente-se sobre qual hospital deve ser encaminhada em casos de urgência, para não ter que descobrir isso no momento de necessidade;

✅ Em caso de viagens internacionais, faça seguro de viagem! Observe que a maioria deles só tem cobertura para até 32 semanas de gestação (observe a idade gestacional que terá na data de regresso);

✅ Lembre-se de ingerir água e hidratar-se durante o vôo;

✅ Use roupas soltas e confortáveis;

✅Use meia elástica de suave compressão, de preferência a de gestantes, mas pode ser 3/4 ou 7/8;

✅ Lembre-se de levantar-se para andar durante os vôos longos;

✅ Escolha um assento no corredor, para poder levantar com facilidade;

✅ Tente não cruzar as pernas, para não dificultar ainda mais a circulação;

✅ Tenha na mala de mão itens de primeira necessidade, e medicações de uso crônico, assim como medicação sintomáticas liberadas pelo obstetra;

✅ Verifique as vacinas exigidas em cada localidade, e converse com seu obstetra. No caso da vacina contra Febre amarela, o Ministério da Saúde contra-indica a aplicação em gestantes, EXCETO em casos especiais e selecionados, como viagem para área de grande risco, quando o risco-benefício de fazer a vacina poderá ser avaliado. Seu obstetra poderá avaliar a relação risco-benefício desta vacina no seu caso. Se a opção for por não vacinar-se lembre-se de preencher o formulário internacional de isenção da vacinação. Você pode encontrar mais detalhes sobre isso aqui no site da Anvisa 

✅A maioria das companhias áreas não realiza vôos 7 dias antes do parto ou 7 dias após (a American Airlines, por exemplo, aceita crianças com 2 dias de vida, desde que tenha um relatório médico autorizando a viagem)

✅Ao viajar com crianças, atente-se para as seguintes regras:

  1. levar documento de identidade ou certidão de nascimento
  2. em viagens internacionais, a criança tem que ter os mesmos documentos dos adultos, ou seja, passaporte, vistos, etc
  3. Crianças acima de 2 anos usam assento indivual, como adulto
  4. Algumas pessoas comprar assentos mais caros, próximos a saída de emergência, para ter mais espaço. Entretanto, não é permitido sentar próximo a saídas de emergência com crianças abaixo de 18 anos

✅Algumas companhias aéreas solicitam o envio de um documento chamado MEDIF. Este documento informa se a passageira pode viajar e quais as condições desta viagem

🚩Os atestados Médicos devem conter:

  1. um parecer do médico obstetra
  2. uma autorização expressa para viagem em avião
  3. a idade gestacional exata do dia do embarque
  4. o tempo máximo de voo permitido
  5. estimativa de data do nascimento do bebê
  6. origem e destino de sua viagem
  7. datas e horários de saída e chegada

Entretanto, algumas companhias aéreas possuem regras próprias, e sempre vale a pena consultar as regras de cada uma, e suas atualizações. É também importante ressaltar, que a idade gestacional a que se refere cada texto, é a Idade Gestacional da DATA da VIAGEM, e não da compra da passagem.

Seguem as orientações de algumas das Cias Aéreas para gestação e viagens de avião. Fonte das informações sobre GOL, AZUL, AVIANCA e LATAM,  assim como as respectivas tabelas: www.passageirodeprimeira.com:

GOL:

GOL

AZUL LINHAS AÉREAS:

AVIANCA:

LATAM :

AMERICAN AIRLINES: 

  • É necessário preencher relatório médico se a viagem acontecer a menos de 4 semanas da data prevista de parto (ou seja, aproximadamente as 36 semanas de gestação, já que considera-se a data prevista de parto com 40 semanas). Neste relatório a gestante tem que ter sido examinada há menos de 48h da data da viagem
  • link da cia aerea – clique aqui

AIR FRANCE:

  • Não requer nenhum tipo de relatório ou atestado
  • Recomenda apenas ( mas não proibe) viagem após a 37a. semana de gestação
  • site da Air France (clique aqui)

ALITÁLIA:

  • Solicita o preenchimento do formulário MEDIF (clique aqui) se estiver viajando a menos de 4 semanas da data prevista do parto, se tiver alguma complicação na gestação, ou com gravidez múltipla
  • caso viaje no final da gestação, levar atestado médico.
  • Recomenda-se após a 28a. semana de gestação, que tenha acompanhante no vôo.
  • Site da Alitalia (clique aqui)

LUFTHANSA:

  • Autoriza viagem até a 36a. semana de gestação, porém orienta que após a 28a. semana de gestação tenha consigo um relatório médico, que tenha as seguintes informações:
  1. que a gestação está ocorrendo sem intercorrências
  2. data prevista para o parto
  3. autorização explicita do ginecologista para que a viagem ocorra
  4. em gestação múltipla ( de gêmeos), autoriza-se a viagem até o final da 28o. semana de gestação
  5. recomendam expressamente o uso de meia elástica

TAP PORTUGAL:

  • Permite viagem até a 36a. semana de gestação única, ou até a 32a. semana de gestação múltipla
  • É necessária a autorização do médico da TAP nas seguintes situações:
  1. gestação de risco e alto risco
  2. gestação com complicações
  3. em caso de gestação única, com mais de 36 semanas
  4. em caso de gestação múltipla, com mais de 32 semanas
  5. risco de aborto ou aborto recente

Gestação e viagens de avião requer alguns cuidados. Esse texto eu escrevi no site do Instituto Hera e trouxe aqui também para compartilhar com vocês. Você poder ler esse artigo e outros sobre gestação aqui.

Viaje com segurança! Consulte seu Obstetra!☺😉

Assim como para gestação e viagens de avião, você também precisa tomar alguns cuidados para as viagens de avião com bebês. Para isso, leia mais aqui.

Comments

comments