Após o nascimento do bebê os novos pais tem muitas preocupações de como cuidar do sono do seu filho. Há um grande medo da morte súbita em crianças, e não é por menos… vemos muitas informações na internet e muitas vezes ficamos confusos sobre que cuidados tomar! 🙄😰😴

A síndrome da morte súbita em bebês é definida como morte inexplicada (nem mesmo por autópsia) de bebês de até 12 meses de vida, aparentemente saudáveis, geralmente durante o sono. É uma ocorrência rara e as causas exatas ainda não são conhecidas. Alguns fatores estão associados a maior chance de ocorrência da morte súbita em crianças 🚩🚩:

👉 prematuridade

👉 baixo peso ao nascer

👉 Bebês do sexo masculino

👉 crianças expostas a ambiente com cigarro, álcool e drogas ilícitas

👉 crianças que dormem de bruços

Por outro lado alguns fatores como aleitamento materno e vacinação adequada parecem reduzir o risco de morte súbita.

Apesar de não conhecermos as causas exatas, algumas medidas são recomendadas pela Academia Americana de Pediatria para redução do risco de morte súbita:

✅ Colocar bebê para dormir de barriga para cima (posição supina). Evitar de bruços e virado para os lados

✅ Utilizar berços com colchões não muito macio

✅ Não utilizar travesseiros e protetores de berço

✅ Evitar cobertas muito macias

✅ Não deixar brinquedos e ursos de pelúcia no berço

✅ Não superagasalhar a criança e manter temperatura agradável no quarto

✅ Colocar bebê para dormir no quarto dos pais nos primeiros meses de vida, mas nunca na mesma cama

✅ Não expor a criança a fumaça de cigarro, bem como não fumar e nem utilizar drogas ilícitas ou alcóol durante a gravidez

Estas recomendações servem tanto para o sono da noite quanto para as sonecas ao longo do dia.

Enquanto a criança estiver acordada ela pode ser colocada de barriga para baixo por alguns períodos: isto é importante para o desenvolvimento da criança.

Converse com seu pediatra e tire suas dúvidas! O risco de morte súbita existe, mas é pequeno: não há necessidade para pânico. Tome as medidas preventivas adequadamente e curta seu bebê! 👶💓

Leia mais em: http://www.medicalnewstoday.com/articles/313660.php