Se o tempo seco causa desconforto nos adultos, imaginem nas crianças?! 😰Em períodos de pouca chuva a umidade relativa do ar cai muito e isso causa muitos efeitos negativos na nossa saúde. Por isso, nesses períodos é fundamental tomarmos alguns cuidados para proteger a saúde das crianças dos efeitos do tempo seco.

Segundo a OMS a umidade relativa do ar adequada para a saúde é em torno de 60%. Abaixo de 30% considera-se estado de atenção. Com a umidade mais baixa o corpo necessita de mais água e alguns sinais e sintomas podem nos mostrar que a criança pode estar sofrendo os efeitos do tempo seco:

📌 dor de cabeça e mal estar

📌 ardência e ressecamento do nariz e da garganta

📌 tosse seca e coriza

📌 ressecamento da pele

📌 ardência nos olhos

📌 A criança pode sentir mais sede que o habitual

📌  Com o corpo com menos água a urina pode ficar mais concentrada, ou seja amarela mais escuro, e até em quantidade reduzida

📌  Como o corpo precisa de mais água nessas situações, se a ingesta de água for insuficiente poderá ocorrer constipação intestinal, com fezes mais duras e ressecadas que o de costume

🚩 Em crianças pequenas, o incômodo pela sede ou pelo ressecamento de mucosas pode se manifestar pelo choro e irritabilidade.

🚩 Os problemas respiratórios são mais intensos em crianças que já apresentam algum problema respiratório ou alérgico prévio: rinite alérgica e asma, por exemplo, podem ser agravados pelo tempo seco.

👉🏼  Algumas medidas, então, são fundamentais para minimizar os efeitos do tempo seco na criança:

✅   Aumentar a ingesta de líquidos: água, sucos, água de coco, isotônicos e chás são boas opções. Deixe sempre uma opção de líquido facilmente acessível para a criança, assim ao longo do dia ela poderá aos poucos manter-se bem hidratada

✅  Umidificar os ambientes: colocar baldes de água nos cômodos (sempre longe do alcance das crianças, para evitar acidentes!) ou usar umidificadores de ambiente são boas alternativas

✅   Aplicar hidratante de pele ao menos uma vez ao dia. Aplicação após o banho é uma ótima opção, assim a pele aproveita a umidade do banho para uma boa hidratação. Consulte seu pediatra sobre a melhor opção para seu filho.

✅  Doenças de pele, especialmente as dermatites atópicas (alérgicas), costumam se exacerbar com a baixa umidade do ar. Nestes casos a hidratação torna-se ainda mais importante. Evite também banhos demorados e com a água muito quente. Lembre-se: no calor use roupas frescas e de preferência de algodão

✅  A ardência nos olhos pode ser amenizada com o uso de soro fisiológico. Aplique com gazes ou algodão, várias vezes ao dia. Quando aplicado gelado, propicia maior alívio da ardência

✅  Limpe a casa com frequência, usando panos úmidos para retirar a poeira e evitar crises alérgicas. Evite vassouras, flanelas e tudo que possa levantar poeira: elas deixam partículas de poeira suspensas no ar, o que pode ser danoso para a criança. Veja aqui o que evitar na casa de uma criança alérgica

✅  Higienizar as narinas com soro fisiológico com frequência. A lavagem do nariz com soro propicia retirada de partículas de poeira e sujeira que possam ter se depositado na mucosa, além de hidrata-la. As narinas umidificadas garantem melhor qualidade do ar que é respirado e que chega aos pulmões. Mesmo quando a criança não é alérgica ou não esteja doente, nesses períodos do ano essa medida é muito importante. Entenda melhor sobre isso em http://calmamaezinha.com.br/lavar-o-nariz-das-criancas/

✅  Se eu filho tiver alguma doença alérgica, reforce as medidas preventivas e o tratamento que seu pediatra orientar. Crianças alérgicas sofrem muito os efeitos do tempo seco.😢

Mantenha seu filho hidratado!!😉 😉