No post anterior sobre febre amarela comentei sobre a importância da vacina  da febre amarela nos momentos de surtos da doença. Como está sendo bem veiculado pela imprensa estamos vivendo um surto de febre amarela silvestre em cidades de Minas Gerais. Muitos casos suspeitos foram notificados e alguns já foram confirmados por exames laboratoriais.

Em momentos de surto, devemos intensificar a vacinação. A Vacina da febre amarela deve ser aplicada em todos os indivíduos moradores das áreas endêmicas e para as pessoas que irão viajar para estas regiões. Nos casos de viajantes, a vacina deve ser aplicada pelo menos 10 dias antes da viagem.

🚩 Em crianças,  a vacina pode ser aplicada a partir dos 9 meses de idade:

👉🏽 Crianças até 4 anos: uma dose aos 9 meses e um reforço aos 4 anos.

👉🏽Crianças a partir de 5 anos de idade:

📌 Caso tenham recebido uma dose antes de completar 5 anos, devem receber um reforço com intervalo mínimo de 1 mês

📌 Caso a primeira dose tenha sido realizada com 5 anos já completados, o reforço deverá ser realizado após 10 anos

👉🏽 Crianças entre 6 e 9 meses de idade: a vacina poderá ser realizada em casos específicos. Como neste idade há maior chance de reações adversas deve-se ponderar a indicação. Se tratar-se de uma viagem, avalie adiá-la. Caso a viagem não possa ser adiada ou se a criança for moradora de região endêmica: em épocas de surto (apenas nos surtos!) a vacina poderá ser realizada nesta idade quando a cidade já tiver tido algum caso suspeito da doença. Se for alguma cidade da área endêmica mas que naquele surto ainda não tiver tido nenhum caso notificado, não há indicação de vacinar as crianças de 6 a 9 meses de idade.

A vacina da febre amarela, como qualquer vacina, pode levar a efeitos adversos. Sintomas leves como dor e vermelhão no local da picada podem acontecer em cerca de 2-4% doso casos. Reações como febre, mal estar, dor de cabeça e no corpo ocorrem em menos de 4% dos casos. As reações mais graves com manifestações mais graves como sintomas neurológicos, icterícia, sangramentos, são bem raras, notificadas em 0,04-0,2 casos a cada 100.000 vacinados.

A mortalidade da febre amarela pode chegar a 10%, ou seja, é uma doença potencialmente grave e fatal. Portanto, para os moradores dessas regiões e para os viajantes, a vacinação é de fundamental importância.

Veja abaixo a lista do Ministério da Saúde com todas as cidade brasileiras em que a vacinação está sendo recomendada no surto atual:

http://portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2015/novembro/19/Lista-de-Municipios-ACRV-Febre-Amarela-Set-2015.pdf

Cheque se sua cidade está nesta lista e vacine seu filho!😉